• Sergio Benchimol

A Saúde Ocular da Mulher

Alguns problemas oculares podem afetar mais mulheres do que homens.

Entre elas estão o glaucoma, a catarata, degeneração macular relacionada à idade (DMRI), retinopatia diabética, o olho seco, as doenças neuroftalmológicas, as doenças oculares inflamatórias e as relacionadas ao fluxo sanguíneo na região dos olhos. A ocorrência de afecções sistêmicas como esclerose múltipla, doenças reumáticas, hipertensão e diabetes, relacionadas à interação entre hormônios sexuais, genética, fatores ambientais e o sistema imunológico, também podem trazer danos graves à visão das mulheres.

O aumento da expectativa de vida da mulher (79,9 anos, segundo dados do IBGE) é outro fator que acaba influenciando no surgimento de doenças oculares, como, por exemplo, olho seco e DMRI, que se tornam mais comuns após a menopausa. Independentemente do momento da vida, é muito importante que além das visitas periódicas ao oftalmologista para preservar a saúde ocular, a mulher deve investir em um estilo de vida saudável: adotar uma dieta saudável, praticar atividades físicas regularmente, não fumar nem ingerir bebidas alcoólicas em excesso, evitar o estresse e utilizar óculos com proteção contra a radiação ultravioleta.

Também é fundamental que todas as mulheres fiquem atentas a alterações na visão e procurem o oftalmologista caso algo diferente ocorra.

Fonte: Universo Visual

Ver bem é viver bem.

Sua Visão é tudo para nós.



1 visualização0 comentário