• Sergio Benchimol

Cuidados com os olhos no verão



Redobrando os cuidados com os olhos no verão: por que e como fazer isso?


O verão, especialmente aqui no Rio, vem acompanhado de praia, piscina, sol forte, suor, filtro solar etc..

Para nós, que lidamos com a saúde ocular, isso é um alerta. Todos os itens acima pedem atenção e cuidados redobrados com os olhos.

Para ajudar você e sua família a evitarem uma série de problemas na vista nesta época do ano, a Clínica Benchimol preparou este artigo com dicas do que fazer e do que evitar.

Continue lendo e veja.


Que doenças oculares são mais frequentes no verão?


Antes de partir para as dicas vale a pena reforçar a importância desse tema.

Entre as doenças oculares que se manifestam com mais frequência no verão, encontram-se desde quadros mais corriqueiros e relativamente simples até casos bem mais sérios.


Veja alguns deles:

  • Conjuntivite;

  • Alergias;

  • Olho seco;

  • Infecções;

  • Catarata precoce;

  • Pterígio;

  • Carcinoma da conjuntiva (tumor maligno);

  • Pinguécula;

  • Ceratite;

  • Retinopatia solar;

  • Degeneração macular.

Detalhe que a maior parte - especialmente das mais sérias - é provocada pelos raios solares mais fortes da estação.


5 dicas de como proteger a vista no verão.


1- No mar.

Apesar de todos os benefícios, o mar costuma provocar infecções e irritações, levando especialmente à conjuntivite.

A dica é: depois do mergulho, lave os olhos com água doce e não coce a região.

Se você usa lentes de contato, é importante que elas tenham proteção UV. Mas não é só isso.

Antes do banho de praia, você deve retirá-las ou - se, por acaso esquecer ou algo do tipo - não volte a colocá-las antes que estejam higienizadas com um colírio específico, recomendado pelo oftalmologista.

Outra opção são as lentes de descarte diário.

O motivo é que, no modelo tradicional, existe o risco de algumas bactérias ficarem presas entre a córnea e a lente. Isso gera infecções e, dependendo da seriedade, pode levar à cegueira ou à retirada do globo ocular.


2- Na piscina.

Lembre-se de que as piscinas têm uma série de produtos químicos que irritam e provocam alergias.

O ideal é:

  • Evitar abrir os olhos debaixo da água;

  • Se possível, colocar óculos de mergulho ou de natação; e

  • Logo que sair, tomar uma chuveirada.

  • Aqui também valem as dicas que comentamos acima para quem usa lentes de contato.


3- No sol.

Dê preferência a tomar sol antes das 10h e depois das 16h. Nesses horários, os raios não são tão nocivos.

Mas, como a gente sabe que os programas, especialmente de férias, acabam acontecendo no meio disso, não se esqueça de:

  • Usar boné ou outro chapéu;

  • Passar filtro solar;

  • Ficar mais tempo na sombra;

  • Colocar óculos escuros de qualidade - com lentes que tenham proteção contra os raios UVA e UVB e sejam de marcas confiáveis.


4- Nas caminhadas ou atividades esportivas.

No verão, a gente acaba aumentando a produção de suor. E esse é mais um agente causador de irritações oculares.

Mas é possível diminuir as chances de qualquer problema acontecer:

  • Usando faixas na testa e toalhas para punhos para não deixar que o suor escorra para os olhos;

  • Lavando o rosto sempre que possível; e

  • Passando colírios lubrificantes prescritos pelo oftalmologista.


5- Quando usar filtro solar no rosto.

Se por um lado o filtro protege a pele, por outro, pode causar problemas - como ardência e irritação - se atingir os olhos.

Caso isso aconteça, o recomendado é lavar bastante a região. E, claro, evitar esfregar a vista para que a situação não se agrave.

Dicas finais para manter a saúde ocular protegida no verão.


Principalmente quando você vai mudar de rotina - como é comum acontecer nas férias de verão - vale a pena consultar o seu oftalmologista e pedir a indicação de um colírio adequado com a intenção de manter seus olhos limpos e lubrificados.

Não deixe também de nos procurar, caso tenha outras dúvidas ou se já está na hora da sua consulta preventiva.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo