• Sergio Benchimol

Saúde Ocular X Carteira de Habilitação

O teste de visão do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) faz parte da avaliação de aptidão física feita pelo médico especialista em Medicina de Tráfego.

Realizado por um perito examinador em clínicas conveniadas, o teste é fundamental para manter a segurança no trânsito.

Isso porque a dificuldade para enxergar triplica a probabilidade de ocorrer acidentes, tendo em vista que 85% da interação das pessoas com o meio ambiente depende da visão.

Para evitar surpresas indesejáveis durante a obtenção ou renovação da CNH, é imprescindível realizar regularmente o exame oftalmológico, e avaliar a qualidade e quantidade de visão do paciente

Os critérios para a emissão da CNH serão analisados durante o teste visual de acordo com a categoria da carteira de motorista:

  • Acuidade/medida visual (AV) para longe através da tabela de Snellen;

  • Visão Central: capacidade de ler letras, símbolos ou números a certa distância. Pode ser sem, ou com correção (óculos ou lente de contato – neste último, avisar o médico perito);

  • O campo visual: avaliar visão periférica, ou seja, a percepção de objetos/veículos ao seu redor e a emissão de luzes laterais;

  • O limiar de visão noturna e reação ao ofuscamento – A pessoa deve enxergar bem com pouca luminosidade e ter uma boa recuperação após incidência de luz forte;

  • A visão cromática (de cores) – capacidade de reconhecer luzes semafóricas em posição padronizada, prevista no CTB.

Para avaliar a capacidade de visão, os grupos (A/B e C/D/E) seguem critérios distintos. E o rigor é maior nas categorias C/D/E.


Ver bem é viver bem

Sua visão é tudo para nós!




5 visualizações0 comentário