• Sergio Benchimol

Trombose ocular: o que é e por que ficar atento

Um dos motivos mais frequentes de cegueira no mundo, a trombose ocular merece muita atenção.

Como o nome diz, trata-se de uma trombose, ou seja, a formação de um trombo, que é um coágulo nos vasos sanguíneos.

No caso da ocular, esse trombo obstrui uma veia da retina, impedindo que o sangue retorne de lá para circular normalmente pelo corpo.

Como consequência do fluxo bloqueado, o sangue não é drenado e transborda ali no tecido da retina.

Para que o quadro não se complique, é fundamental que você saiba identificar o problema. Por isso, a Clínica de Olhos Benchimol reuniu neste artigo esta e outras informações bem importantes sobre o tema.

Continue lendo. E saiba: quais as causas, os sintomas, os riscos, os tratamentos disponíveis e as possibilidades de prevenção.


Quais as causas da trombose ocular?


Não existe uma única razão para o quadro se instalar. O que existe são pessoas que têm mais chance de desenvolver o coágulo sanguíneo no olho.

O grupo de maior risco é formado por pacientes com:

· Mais de 65 anos;

· Problemas cardíacos ou de coagulação no sangue;

· Histórico com cigarros;

· Hipertensão ou arteriosclerose;

· Colesterol alto;

· Quadros de doenças, como diabetes, sífilis, leucemia ou lúpus, além de outras inflamatórias ou infecciosas;

· Glaucoma, hemorragia vítrea ou determinados problemas na vista.

Apesar de ser mais comum nestes casos, pode acontecer com qualquer um.


Quais os sintomas da trombose ocular?


Assim que ocorre a obstrução na veia, ela provoca hemorragia e inchaço no local.

É comum que a pessoa não sinta dor, mas perceba em um dos olhos:

· Súbita ou gradual perda da visão ou embaçamento;

· Em alguns casos, uma mancha escura.

Portanto fique atento. No caso de apresentar esses sintomas, você deve procurar rapidamente um oftalmologista.


E como fechar o diagnóstico da trombose ocular?


A Clínica de Olhos Benchimol está capacitada para atendê-lo com excelência em todos os seus problemas de vista.

No caso da suspeita de trombose ocular, você deve procurar entre os nossos especialistas um retinólogo, o oftalmologista que cuida da retina.

Ele fará um exame de fundo de olho para tentar observar possíveis vazamentos de líquidos, hemorragias e aumentos da tortuosidade venosa.

Se esse primeiro procedimento não for suficiente para confirmar o quadro, você será encaminhado para uma Tomografia de Coerência Óptica.

Com alta definição e visualização tridimensional, o exame determina se há aumento da espessura do tecido da retina (no caso, provocado pelo edema). E é indicado tanto para o diagnóstico quanto para acompanhar a melhoria do paciente.


Por que o tratamento deve ser imediato?

Se a trombose não for detectada ou o paciente demorar a buscar ajuda médica, o quadro pode evoluir e provocar uma série de complicações.

Uma delas é uma isquemia (interrupção da vascularização da retina), que acaba levando ao surgimento de novos vasos e ao glaucoma secundário.

Em alguns casos, o problema se agrava a ponto de causar hemorragia vítrea e descolamento da retina.


Como é feito o tratamento da trombose ocular?


Existem três procedimentos:

1) Injeção de medicação: Por meio de injeções intraoculares são introduzidas medicações antiangiogênicas – para impedir a formação de novos vasos – ou corticoides – para diminuir a inflação local.

2) Sessões de fotocoagulação a laser: Se a trombose provocou o surgimento de uma isquemia, esta técnica é recomendada.

3) Cirurgia: Usada em último caso, quando há hemorragia vítrea.


Junto com o tratamento, é importante tentar descobrir o que provocou o aparecimento do trombo. Isso porque, dependendo do motivo, há chance de haver uma nova oclusão ou que aconteça o mesmo no outro olho.


Existe maneira de prevenir a trombose ocular?

Como muitas causas da trombose ocular são problemas ligados à saúde em geral, é fundamental que você:

· Mantenha em dia seus exames de rotina, avaliando pressão arterial, taxas sanguíneas etc.;

· Tenha uma rotina com atividades físicas e hábitos saudáveis;

· E não se esqueça das visitas frequentes ao oftalmologista.

A Clínica de Olhos Benchimol tem médicos especializados em retina, além de um centro cirúrgico próprio certificado com a classificação Diamante da 3M em Esterilização, além de estar pronta para diagnósticos precisos e tratamentos de última geração.

9 visualizações0 comentário